ADN DA TENDÊNCIA // Lifestyle Ergonomics

 

Contexto

Ao analisarmos o paradigma que permeia a nossa sociedade e as principais mentalidades emergentes que estão a definir a forma como os indivíduos consomem e se comportam, podemos ver um movimento emergente que engloba a pluralidade de estilos de vida e como este fenómeno está a ser diretamente impactado pela tecnologia.
O Estilo de Vida deixou de ser sobre-categorizado e tornou-se algo quase singular, pessoal e uma maneira de expressarmos as nossas identidades e gostos. Aqui, não há regra, pois cada pessoa possui as suas características, símbolos e rituais com os quais se identifica. Ao mesmo tempo que acompanhamos essas manifestações e comportamentos, temos o desenvolvimento tecnológico e a convergência com as necessidades e os anseios crescentes dos públicos.

Podemos estar sempre a um clique ou a um download do que queremos. Seja chegar do ponto A ao B, seja um vestido novo, num um mundo onde a sociedade está dividida por múltiplos e líquidos estilos de vida, os produtos e os serviços adaptam-se aos anseios emergentes com a intenção de otimizar a vida dos consumidores.
Por que não fazer compras pelo telemóvel? Ainda, porque não vender o seu produto no co-working onde
trabalha? Mais, porque razão as obras de arte não podem falar? A interatividade já se tornou um código social dentro da montanha russa de emoções que o quotidiano proporciona. O controle destas novas dinâmicas está na  convergência e na ergonomia de funções que tem como força motora a tecnologia. Esta última proporciona uma convergência de funcionalidades dos objetivos que se articula com os vários desafios e facetas do nosso quotidiano e do estilo de vida específico de cada indivíduo.

 

Insights

Meu estilo de vida, minhas regras //
Há um aumento de produtos e de acessórios que surgem para solucionar as particularidades de cada estilo de vida. Até na moda, os dados chegaram para desenhar roupas alinhadas com as peculiaridades individuais.

Orgânico + Máquina //
A convergência entre o ser humano e a tecnologia já é intrínseca e não se encontra mais separada por tempos estabelecidos. As pessoas têm autonomia para serem protagonistas de suas próprias realidades e estão percebendo os benefícios do digital.

 

Atualizado em 12-11-2017.

Contributos de Eduardo Vettorazzi, Daniele Simões, Paula La Regina.

error: Content is protected !!